• Conhea nosso canal no Youtube
  • Inscreva-se no noss Feed RSS de Notícias

E ficou seu cheiro no sexo…

29 mai 2014     Sem Comentários    Publicado em: Contos & Relatos, Destaque, Opinião, Para Ela, Para Ele, Site
cheiro de...

Sabia que não esqueceria mais do cheiro… Aquele cheiro que impregnava minhas narinas porque já não saia mais da minha pele, das minhas roupas, do meu sexo… Toda vez que ainda tiro a calcinha, é um cheiro forte do atrito dos meus lábios com o tecido da calcinha… cheiro forte, cheiro de mulher, cheiro de clitóris, cheiro de quem se masturbou seguindo apenas a lembrança que a invade, que a transtorna, que a persegue, fazendo-a se perder entre realidade e sonho… cheiro que me eriça, me faz balançar e apertar meu dedo sujo e tremendo levo ao clitóris… sujo dedo cheiro que me faz gozar.. não tenho como fugir, não consigo lutar, não tenho como fingir que não o sinto, que não o lembro, que não o quero… Como não percebê-lo? vem direto para o rosto como quem ataca uma presa… Mas quem é a presa? eu mesma sou a presa, sou a presa porque esse cheiro me faz lembrar o sexo, o sexo ardente que tenho só com você, o sexo que me arrepia só de pensar que posso sentir, que posso cheirar e lembrar, o cheiro que acelera meus batimentos porque eu sei, eu cheiro… é apenas o começo…

cheiro de..true blood

é o cheiro e depois já não há controle, os movimentos saltam, não, não sou mais eu, não me possuo… cheiro que me lembra dele, dum sexo feroz, um sexo com cheiro de bicho, bicho que geme, bicho que só responde a seus instintos, bicho que sabe a hora de acasalar e a hora de apenas se entregar ao prazer, de fazer e entregar o prazer da sua amada, de fazê-la suspirar e gemer… mas já não sei porque grito e me contorço, esse cheiro.. esse cheiro que respiro desesperada porque o fôlego se esvai, se esvai quando me morde, quando me penetra enquanto aperta meus seios contra suas mãos fortes e fulgazes, que seguram meus seios como se agora fossem garras e as usa para demonstrar à presa e pra quem tivesse que provar que essa é sua, é a sua presa, que essa é a sua puta, e está presa… que já não adianta lutar, a presa, os seios, o corpo… o sexo é agora com você, só com você, não resista mais… se entregue, se entregue, se inebrie com o meu cheiro, com o meu cheiro que se mistura com o seu e invade e penetra e se aloja em minha mente… cheiro de sexo, cheiro pesado e que não se compara a cheiro a sexo nenhum dos homens que já te sentiram que já te chuparam que já provaram… o seu sexo com cheiro de pecado, sexo com cheiro, o torpor do perfume de sua pele… cheiro com sexo e suor e a sensação de que nada mais há, não há mais espaço para preencher, já não sou mais dona, já não sou mais quem sinto, apenas sinto, apenas cheiro… e abro os olhos.

Alguma coisa pra falar? Vá em frente e deixe um comentário!

Obs: também odiamos SPAM, seu e-mail não será repassado para ninguém.

* Necessário