• Conhea nosso canal no Youtube
  • Inscreva-se no noss Feed RSS de Notícias

Pessoas que fazem sexo quatro vezes por semana ganham mais, diz estudo

11 set 2013     Sem Comentários    Publicado em: Para Ela, Para Ele, Pesquisas
amor-W450

Uma pesquisa realizada pela Anglia Ruskin University, do Reino Unido, revelou que as pessoas que fazem sexo pelo menos quatro vezes por semana ganham mais do que as que não fazem muito sexo – independentemente da escolaridade ou profissão.

Diante desses dados, os pesquisadores concluíram que a falta de intimidade física pode ter um impacto significativo no estado de espírito de uma pessoa e que isso reflete em seu trabalho. “As pessoas precisam amar e serem amadas (sexualmente e não sexualmente). Na falta desses amores, elas e tornam suscetíveis à solidão e depressão o que afeta seu desempenho profissional”, explica o Dr. Nick Drydakis, um dos autores dos estudos.

Quem não tem vida sexual ativa ganha 3% menos do que quem tem

O estudioso revelou ainda que acredita que as pessoas precisam encontrar suas necessidades básicas, como comer, beber, dormir e fazer sexo, antes de serem capazes de terem sucesso em outras áreas da vida. Polêmico, né?

Ao todo, 7.500 pessoas de 26 a 50 anos entre heteros e homossexuais participaram do estudo. A conclusão, que já adiantamos anteriormente, é que as pessoas que fazem sexo mais de quatro vezes por semana ganham 5% mais do que as que transam com menos freqüência, enquanto que as pessoas que tem zero atividade sexual ganham 3% a menos que as pessoas que tem uma vida sexual ativa.

O Dr. Nick diz não saber exatamente o motivo do salário estar ligada a freqüência sexual, mas ele acredita que pode ser porque as pessoas que ganham bem tem mais tempo livre e disponibilidade para fazer as coisas, são mais atraentes, parceiros em potencial e capazes de comprar mais presentes para seus parceiros e serem recompensados com sexo. Será?

Alguma coisa pra falar? Vá em frente e deixe um comentário!

Obs: também odiamos SPAM, seu e-mail não será repassado para ninguém.

* Necessário